As principais características de uma consulta dermatológica

As principais características de uma consulta dermatológica

A consulta dermatológica deve ser conduzida de forma minuciosa e detalhada, e o médico-veterinário dermatologista é o especialista mais indicado para o diagnóstico e tratamento assertivo das dermatopatias

A dermatologia é uma das especialidades que mais cresce na medicina veterinária, dada à alta casuística de afecções cutâneas em pequenos animais. Assim como na medicina humana, a medicina veterinária acompanha os avanços científicos e também vem se desenvolvendo cada vez mais em áreas específicas, o que requer profissionais altamente qualificados em determinada área. Com isso, é possível oferecer atendimento de alto nível e cada vez mais especializado para os pets.

Ainda que o clínico geral veterinário seja capaz de diagnosticar e tratar diversas doenças dermatológicas comuns na rotina de uma clínica ou hospital veterinário, muitas vezes o dermatologista é o especialista mais indicado para o tratamento das dermatopatias, uma vez que possui conhecimentos específicos e avançados sobre etiologia, topografia lesional, possíveis diagnósticos diferenciais e opções mais atualizadas de tratamento disponíveis na prática clínica.

Afecções cutâneas podem causar quadro de grande desconforto aos pacientes. Como a pele é um órgão diretamente envolvido na interação dos animais com seus tutores, as alterações dermatológicas são facilmente percebidas pelos responsáveis, sendo geralmente este o motivo que os estimulam a levar os pets para consulta com o médico-veterinário.

Consulta dermatológica passo a passo

A consulta com o especialista começa com a identificação do paciente (espécie, raça, idade, sexo), seguida de anamnese detalhada e do exame físico minucioso. Os dermatologistas são qualificados para diferenciar lesões cutâneas primárias, que são aquelas advindas diretamente do processo patológico (embora não sejam patognomônicas), de lesões secundárias, que derivam da evolução das lesões primárias. Esta diferenciação fornece informações importantes para a elaboração dos diagnósticos diferenciais e definição dos testes a serem feitos.

Dentre as lesões cutâneas a serem identificadas estão: máculas, manchas, pápulas, placas, edema, alopecia, nódulos, cistos, vesículas, bolhas, pústulas, petéquias, equimoses, descamação, eritemas, comedos, erosões, úlceras, crostas, escoriações, fissuras, liquenificação e hiperpigmentação.

Geralmente, os próximos passos de uma consulta dermatológica incluem:

  • Raspado de pele
  • Otoscopia
  • Exame de lâmpada de Wood
  • Citologia de pele
  • Cultura de pele e pelo
  • Tricograma
  • Biópsias
  • Hemograma e perfil bioquímico
  • Testes alérgicos
  • Dieta de eliminação

O diagnóstico diferencial das dermatopatias em cães e gatos representa constante desafio ao dermatologista, uma vez que são muitas as enfermidades de diferentes etiologias que podem causar manifestações clínicas semelhantes. Alguns destes exames podem ser realizados no próprio consultório. O material básico necessário para a realização da maioria dos exames inclui: microscópio óptico, lâminas de vidro, corantes rápidos, óleo de imersão para exame microscópico, lâminas de bisturi, óleo mineral, pincel, otoscópio, pinças e lâmpada de Wood. Outros exames devem ser encaminhados para laboratórios de confiança.

Depois da consulta

O tratamento dependerá da etiologia da doença, e pode envolver uso de fármacos, shampoos específicos, produtos tópicos, cirurgia para remoção de nódulos, dieta de eliminação, dentre outros.

Em alguns casos menos complexos, é possível identificar a etiologia da doença e instituir terapia eficaz logo na primeira consulta. Algumas enfermidades, no entanto, requerem mais tempo de investigação para se realizar um diagnóstico assertivo e uma terapia eficaz. Isso pode gerar certa frustração no tutor, pois em muitos casos é preciso retornos frequentes para acompanhamento constante do quadro do paciente.

Levando esses fatores em conta, é essencial alinhar as expectativas do tratamento com os tutores, e engajá-los tanto para seguir rigorosamente as instruções do médico-veterinário, quanto para se comprometer com os retornos que serão necessários.

Importância do dermatologista veterinário

O especialista em dermatologia é essencial ao desenvolvimento da medicina veterinária e sua presença é cada vez mais necessária em clínicas, consultórios e hospitais, pois ele é o profissional mais capacitado para compreender as doenças dermatológicas em gatos e cães e oferecer as opções de tratamento mais avançadas disponíveis na medicina veterinária. Com isso, se promove a qualidade de vida dos pacientes e a satisfação de seus tutores.

A ROYAL CANIN® oferece soluções nutricionais formuladas especialmente para o tratamento coadjuvante das principais dermatopatias presentes na clínica de pequenos animais. Suas fórmulas apresentam proteínas de altíssima digestibilidade (em alguns casos hidrolisadas) e aporte extra de nutrientes que atuam de maneira sinérgica para a recuperação da integridade da barreira cutânea, atuando como aliada ao tratamento de diversas dermatopatias frequentes. Aqui você encontra mais informações sobre os produtos Royal Canin®.