Importância do controle de peso e impactos da obesidade em gatos e cães

Importância do controle de peso e impactos da obesidade em gatos e cães

A obesidade leva ao surgimento de diversas enfermidades em gatos e cães, por isso o controle do peso ideal em pets é questão de saúde

A obesidade em gatos e cães é uma doença de ampla importância e de prevalência ascendente. Estudos realizados em diversos países referem que cerca de 52% dos gatos e 59% dos cães se encontram com excesso de peso.

A obesidade é resultado do desequilíbrio entre consumo e gasto energético, com consequente balanço energético positivo e ganho de peso. A doença é compreendida como um estado inflamatório de baixa intensidade, uma vez que o tecido adiposo é capaz de produzir citocinas que resultam em inflamação. Entre as principais citocinas produzidas temos o fator de necrose tumoral (TNFα) e a IL-6, envolvidos também na resistência insulínica.

Fatores predisponentes à obesidade

Animais idosos e de meia idade estão mais predispostos ao ganho de peso devido às alterações fisiológicas e necessidades energéticas específicas nessa fase da vida. Animais jovens, quando acima do peso, apresentam maior risco de se tornarem adultos obesos ou com sobrepeso.

Outros fatores, como genética, taxa de crescimento e alimento durante o primeiro ano de vida, também influenciam na condição corporal do animal quando adulto. A castração precoce é mais uma ação que pode aumentar os riscos para o ganho de peso em gatos e cães.

A maioria dos gatos e cães obesos apresenta outras doenças concomitantes. Já é bastante conhecido que a diabetes pode ser consequência do peso excessivo nos pets. A obesidade também é considerada o principal fator de risco para enfermidades ortopédicas em animais de companhia.

O tutor como o maior aliado do médico-veterinário

O fornecimento excessivo de alimentos ou petiscos podem levar ao ganho de peso em gatos e cães. A conscientização do tutor é um aspecto fundamental na prevenção da obesidade em pets. Um tutor consciente e confiante é sinal promissor para um tratamento bem-sucedido.

Um dos pontos importantes é desenvolver um diálogo franco e direto com os tutores envolvendo:

  • Mudança de percepção do tutor sobre o peso de seu pet.
  • Orientação em relação ao comportamento de implorar por alimento.
  • Engajamento dos tutores sobre os benefícios do peso ideal à saúde do pet.
  • Recomendação de uma abordagem completa e abrangente para um estilo de vida e uma alimentação mais saudáveis.

O médico-veterinário deve ter em mente que a participação do tutor é um pilar fundamental para o atingimento do peso ideal.

Impacto da obesidade na expectativa de vida de cães

Animais obesos apresentam redução do estado de saúde e piora na qualidade de vida. Estudos de saúde de longo prazo demonstram que a obesidade afeta diretamente a qualidade e a expectativa de vida média dos animais. Um estudo realizado pela WALTHAM Centre for Pet Nutrition e a Universidade de Liverpool mostrou que a expectativa de vida de cães com excesso de peso era de 2,5 anos menor quando comparada com cães no peso ideal.

Os resultados obtidos pelo estudo mostraram que raças populares no Brasil como Cocker Spaniel Americano, Golden Retriever, Labrador Retriever, Yorkshire Terrier, Lulu da Pomerânia e Dachshund com excesso de peso apresentaram diminuições significativas na expectativa de vida.

Importância do controle do peso ideal

O controle de peso como forma de prevenção da obesidade e a manutenção pós-perda são fundamentais para a saúde do pet. Ao garantir a manutenção do peso ideal para o animal, o médico-veterinário auxilia na prevenção do aparecimento doenças como diabetes, problemas respiratórios e cardíacos, enfermidades osteoarticulares, dermatológicas, gastrointestinais e neoplasias.

Deve-se ressaltar que a manutenção do peso ideal também aumenta a qualidade de vida do animal. Muitos tutores relatam que após a perda de peso, seu animal brinca mais, dorme menos e está mais alerta e disposto a fazer atividade física. Esse relato é observado com frequência no consultório.

Assim, resumidamente, o controle de peso gera saúde, qualidade de vida e aumenta a expectativa de vida de gatos e cães.

O alimento específico para perda de peso

A dieta prescrita pelo médico-veterinário apresenta grande importância no controle de peso do pet. O tipo de alimento, a quantidade, o número de refeições e o fornecimento de petiscos contribuem diretamente para a obesidade.

Além da menor densidade energética, adaptações no croquete do alimento específico para a perda de peso permitem a ingestão de um volume superior de alimento por refeição, minimizando a sensação de fome. O maior teor de proteínas e a elevada quantidade de fibras também garantem maior saciedade ao animal. O teor de fibras tem destaque na composição de alimentos para controle de peso.

A ROYAL CANIN® tem uma linha completa de alimentos coadjuvantes ao tratamento da obesidade e controle de peso de gatos e cães. Saiba mais sobre esses e todos os alimentos da ROYAL CANIN®.

Referência bibliográfica

Salt, C., Morris, P.J., Wilson, D. et al. Association between life span and body condition in neutered client‐owned dog. Journal of Veterinary Internal Medicine Volume 33, Issue 1, 2019.