O consumo de dietas com maior teor de sódio para gatos idosos saudáveis

O consumo de dietas com maior teor de sódio para gatos idosos saudáveis

Estudo não identifica alterações nas funções renais e cardiovasculares em gatos idosos saudáveis que consumiram uma dieta com maior teor de sódio por um ano; veja detalhes do trabalho

A literatura sugere que a ingestão de dietas com maior teor de sódio promove efeitos adversos nas funções renal e cardíaca de gatos idosos. Entretanto, Reynolds e colaboradores (2010) mostraram em um estudo que nem sempre é isso o que acontece.

O objetivo do trabalho, um estudo simples-cego, foi comparar os efeitos de duas dietas extrusadas semelhantes entre si, exceto por seu teor de sódio, sobre as variáveis renais e cardiovasculares em gatos desse grupo etário.

Materiais e métodos do estudo

20 gatos castrados saudáveis apresentando em média 10,1 anos (2,4 anos) foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos, de acordo com sua taxa de filtração glomerular (TFG), sexo, idade e peso corporal. Um grupo foi alimentado com uma dieta com maior teor de sódio (1,30% de sódio, 2,27% de cloreto em matéria natural) e o outro com uma dieta controle (0,35% de sódio, 0,70% de cloreto). Os detalhes da composição nutricional de ambas as dietas estão discriminados na Tabela 1.

sódio na alimentação
Tabela 1. Composição das duas dietas utilizadas no estudo.

Os parâmetros peso corporal, volume urinário diário, aldosterona urinária, ureia plasmática, creatinina, paratormônio (PTH), renina, aldosterona, pressões arteriais sistólica/diastólica e variáveis ecocardiográficas convencionais foram mensurados várias vezes antes e ao longo de 12 meses após a implementação da dieta.

Resultados

A avaliação estatística dos dados foi realizada e nenhum efeito da dieta foi observado em qualquer variável estudada, exceto a aldosterona plasmática, que ficou 2-4 vezes mais baixa com o uso da dieta contendo 1,3% versus 0,35% de sódio, e o volume urinário.

Quando o pôster desse estudo foi apresentado no congresso do Colégio Europeu de Medicina Interna Veterinária (ECVIM), as taxas de filtração glomerular (o melhor marcador da função renal) foram acompanhadas ao longo de 18 meses.

O gráfico 1 confirma que, durante esse período, a função renal não foi significativamente alterada por uma dieta com maior teor de sódio (1,3%).

sódio na alimentação
Gráfico 1. Taxa de filtração glomerular ao longo de 18 meses.

Conclusão

Em conclusão, as funções renais e cardiovasculares em gatos idosos saudáveis não parecem ser alteradas por uma dieta com maior teor de sódio durante um período de 12 meses.

Os alimentos com um teor maior de sódio auxiliam no aumento da ingestão hídrica e, consequentemente, proporcionam diluição urinária. Com RSS (Supersaturação Relativa Urinária) abaixo do produto de solubilidade, não há a formação de cristais. Portanto, esses alimentos são extremamentes benéficos nos casos de urolitíases em gatos e cães.

Vale ressaltar que a ROYAL CANIN® desenvolve todos os alimentos com base em estudos e evidências científicas. Os produtos para animais saudáveis e doentes são desenvolvidos levando em consideração os estudos mais recentes sobre nutrição em gatos e cães. Além disso, a ROYAL CANIN® segue as recomendações de teores de nutrientes dos guias mundialmente renomados como NRC e FEDIAF.

Conheça mais sobre a extensa linha de alimentos completos e coadjuvantes para gatos e cães nas versões secas e úmidas.

Referências bibliográficas

REYNOLDS, B.; CHETBOUL, V.; ELLIOTT, J.; NGUYEN, P.; DUMON, H. CARLOS-SAMPEDRANO, C.; TESTAULT, I.; TREHIOU, E.; ABADIE, J.; BIOURGE, V.; LEFEBVRE, H. P. 1.3% (vs 0.35%)-sodium diet has no effect on renal and cardiovascular variables in aged cats over a 12-month period. Anais do 20o Congresso Annual do Colégio Europeu de Medicina Interna Veterinária (ECVIM), Setembro 9- 11, 2010, p. 304.