Curva de crescimento: como acompanhar o desenvolvimento de cães e gatos

Curva de crescimento: como acompanhar o desenvolvimento de cães e gatos
×

Links rápidos:

A avaliação do crescimento do filhote é essencial para a identificação precoce de diversos problemas nutricionais e de saúde. A ROYAL CANIN® e a Waltham oferecem ferramentas que vão ajudar o Médico-Veterinário nessa missão; veja detalhes

O acompanhamento do crescimento de filhotes auxilia na prevenção de futuras doenças, como a obesidade. O peso saudável para toda a vida começa com um crescimento saudável quando filhote. No entanto, acompanhar esse desenvolvimento é visto como um desafio, uma vez que pode ser difícil saber o peso correto ou quanto de peso o filhote deve ganhar entre as visitas ao consultório.

Embora a pontuação da condição corporal possa fornecer alguma orientação sobre o indivíduo estar acima ou abaixo do peso, ela pode não ser confiável em filhotes e animais jovens.

Além disso, uma vez que as vacinações iniciais são concluídas, os filhotes geralmente não visitam a clínica veterinária novamente até a esterilização ou a vacinação de reforço. Isso significa que há um longo período durante o início da vida em que a curva do crescimento canino e felino não é avaliada e, portanto, nenhuma orientação veterinária é dada aos tutores. Porém, esse é um período crucial no desenvolvimento do pet e é importante que a conduta correta seja estabelecida para minimizar as chances de ocorrência de problemas.

Por que acompanhar o crescimento de cães e gatos?

O crescimento é uma etapa crucial na vida de gatos e cães, pois é nesse momento de desenvolvimento que diversos processos importantes acontecem, como o desenvolvimento da microbiota, o desenvolvimento cognitivo etc. Outro ponto importante nessa fase inclui o fortalecimento do sistema imunológico, essencial para que o animal cresça de forma saudável.

Esse período é determinante para o futuro do pet e dura até que ele complete a maturidade. Portanto, nessa fase, o acompanhamento veterinário e a análise da curva de crescimento canino e felino é de extrema importância para garantir que o tutor receba todas as orientações sobre as formas corretas de manejo dos filhotes em desenvolvimento. Assim, o pet pode crescer e se desenvolver adequadamente, com mais saúde e qualidade de vida.

Como o acompanhamento do crescimento dos filhotes é realizado?

O acompanhamento do crescimento dos filhotes é realizado pelo Médico-Veterinário por meio de consultas de rotina durante a fase inicial da vida, permitindo também a avaliação do estado geral de saúde do pet. É importante que essa seja uma prática contínua.

Vamos usar como exemplo os cães. O peso do recém-nascido canino apresenta variabilidade de acordo com o porte da raça, sendo que geralmente cada filhote pesará entre 1% a 6,5% do peso materno ao nascimento, representando aproximadamente (PALITOT, 2022):

  • 100 a 200g: porte pequeno.
  • 200 a 300g: porte médio.
  • 400 a 500g: porte grande.
  • 700g: porte gigante.

Uma única medição de peso fornece um guia que permite que o filhote seja comparado com outros da mesma idade. No entanto, essa única medição não será capaz de confirmar se o filhote se desenvolveu normalmente ou se irá se desenvolver no futuro.

O processo de acompanhamento do crescimento significa registrar uma série de medições ao longo do tempo e traçá-las para determinar se o filhote está se desenvolvendo em um ritmo saudável. Isso é feito comparando o gráfico de crescimento individual do filhote com as trajetórias de crescimento de uma grande população de filhotes saudáveis ​​que se desenvolvem de forma satisfatória.

A principal importância dessa abordagem é que os distúrbios do crescimento podem ser reconhecidos mais rapidamente, permitindo que medidas corretivas sejam implementadas mais cedo.

Além de acompanhar o peso enquanto neonatos, conforme os filhotes vão ganhando peso é possível utilizar ferramentas que auxiliam o Médico-Veterinário no acompanhamento do crescimento do animal, como veremos a seguir.

Ferramentas para acompanhar a curva de crescimento canino

Para determinar se o crescimento do filhote está sendo saudável, ou seja, dentro do esperado, é importante considerar algumas variáveis como o porte e sexo do cão. Porém, nem sempre é simples compilar de forma clara todos esses dados.

Sabendo disso, a WALTHAM Petcare Science Institute® desenvolveu, juntamente com profissionais Médicos-Veterinários, cartões (charts) para o monitoramento da curva de crescimento dos filhotes de cães denominados WALTHAM Puppy Growth Charts®.

curvas de crescimento da Waltham

Esses charts são os primeiros padrões de crescimento baseados em evidências para cães domésticos. Eles foram desenvolvidos usando métodos científicos profissionalmente aceitos por meio de dados obtidos de 50.000 filhotes de cães saudáveis. O método de desenvolvimento foi realizado de maneira semelhante aos dos gráficos usados ​​para monitorar o crescimento das crianças (por exemplo, os padrões de crescimento da OMS) e que são utilizados ​​por profissionais de saúde em todo o mundo.

Como os cães vêm em uma variedade de formas e tamanhos, existem 10 tabelas compreendendo tabelas separadas para cães machos e fêmeas em cinco categorias de tamanho, válidas para cães com peso adulto previsto de até 40 kg. Dessa forma, é possível acompanhar de forma mais precisa a curva de crescimento canina.

As marcações nos charts podem ser iniciadas na 12ª semana de vida do animal, sendo que o atraso no início dessas marcações pode prejudicar o acompanhamento, já que o período de maior crescimento poderá não ser contabilizado.

Os gráficos também proporcionam um maior número de visitas ao consultório, o que possibilita que a equipe veterinária forneça orientações sobre vários aspectos da saúde preventiva, incluindo nutrição, vacinação, controle de ecto e endoparasita e comportamento. Também oferece oportunidades para identificar problemas de crescimento em potencial para rapidamente implementar medidas corretivas.

Avaliando o crescimento canino com o uso dos charts

Para a utilização correta do chart deve-se:

  • escolher entre o chart de macho ou fêmea;
  • determinar a idade do filhote;
  • pesar ao animal;
  • escolher o gráfico certo (há 10 gráficos disponíveis para escolher com base no peso adulto previsto e sexo);
  • traçar o peso no gráfico;
  • pensar no crescimento monitorado e na nutrição adequada.

Veja mais detalhes de como usar e confira os charts da ROYAL CANIN® para acompanhamento da curva de crescimento dos cães.

E ao usar os charts de crescimento de filhotes, o Médico-Veterinário consegue:

  • saber se o tutor está fornecendo o alimento certo e na quantidade ideal;
  • identificar filhotes que estão crescendo muito rapidamente e estão em risco de ficar acima do peso;
  • identificar filhotes que estão crescendo muito lentamente, pois isso pode indicar subnutrição ou distúrbio de crescimento;
  • determinar uma base visualmente clara para realizar mudanças no plano de nutrição de um filhote, aumentando ou diminuindo a recomendação alimentar diária se um filhote estiver crescendo muito lentamente ou rapidamente;
  • recomendar investigações adicionais se houver suspeita de um distúrbio de crescimento.

Saiba mais sobre como acompanhar a curva de crescimento canino e monitorar o desenvolvimento saudável de filhotes na clínica veterinária no vídeo abaixo:

Como fazer o acompanhamento do crescimento dos filhotes de gatos?

Os gatos possuem diversas particularidades fisiológicas em relação aos cães, como temperatura corpórea, parâmetros cardíacos e respiratórios, peso, entre outros. O crescimento do filhote felino também pode ser acompanhado através do chart específico para a espécie para animais a partir de 9 semanas de vida, como iremos detalhar mais adiante. Além disso, há outras formas para que o Médico-Veterinário siga de perto a evolução dos filhotes.

Os gatos domésticos possuem o período de crescimento dividido em duas principais fases, sendo a primeira até os 4 meses de idade e a segunda dos 4 aos 12 meses.

O peso de cada neonato recém-nascido geralmente é de 105g, aumentando diariamente cerca de 7 a 10g. Porém, nas primeiras 24 horas de vida, há uma desidratação fisiológica que causa uma leve perda de peso, que o animal deverá recuperar em aproximadamente 3 dias.

O ideal é que os filhotes sejam pesados antes da amamentação, sendo que o peso dos mesmos deverá dobrar em relação ao nascimento ao final dos primeiros 15 dias de vida. O monitoramento do peso auxilia na identificação de problemas, como a baixa taxa de crescimento, e visa também diminuir a mortalidade devido a hipotermia, hipoglicemia e inanição (PALITOT, 2022).

O exame físico e uma minuciosa anamnese são essenciais para recomendar adequadamente possíveis correções de manejo, visando melhorar hidratação, temperatura e glicemia.
O tamanho dos gatos adultos dependerá de cada raça, mas geralmente eles atingem tamanhos semelhantes na fase adulta, não tendo uma variação tão grande como ocorre nos cães. Gatos de raças grandes – como o Maine Coon, são um pouco maiores, podendo pesar em média 8kg.

Para se ter uma noção do tamanho que o filhote ficará, é possível observar o tamanho dos progenitores (quando possível), pois dificilmente o filhote felino crescerá mais do que os seus pais. Vale ressaltar que essa medida não é aplicável para animais que vivem em ambientes externos nos quais não é possível a identificação, uma vez que a gestação da gata pode ser composta por filhotes de diferentes pais.

Saiba mais sobre a importância de uma nutrição adequada para a gata gestante!

Charts para avaliação da curva de crescimento dos felinos

As curvas de crescimento para filhotes de gatos foram criadas com base em dados estatísticos obtidos através do monitoramento de peso de cerca de 10.300 gatos domésticos de pelo curto, jovens e saudáveis. Com isso, foram realizadas cerca de 25.300 pesagens no total, com o objetivo de obter referências confiáveis para um crescimento saudável.

Os charts de curva de crescimento felino podem ser utilizados a partir de 9 semanas de idade, sendo realizadas as marcações de idade e peso do filhote. Os registros devem ser realizados mensalmente até os 6 meses de idade e posteriormente a cada 3 meses até que o animal atinja a idade adulta.

É importante ressaltar que o estudo foi realizado tendo como base gatos de pêlos curtos e peso médio de 2 a 7 kg. Portanto, a análise do gráfico pode ser inadequada para raças maiores, como por exemplo o Maine Coon.

Veja mais detalhes e como usar os charts para acompanhamento da curva de crescimento dos gatos.

A importância do manejo nutricional de filhotes

Como vimos, os charts proporcionam o acompanhamento da curva de crescimento canino e felino de forma simples. Ao ter em mente a importância de acompanhar o desenvolvimento dos pets, é possível saber ainda se o manejo nutricional adotado está correto.

Filhotes que recebem alimentos inapropriados e/ou em quantidades inadequadas podem apresentar uma curva de crescimento abaixo ou acima do esperado. Assim, torna-se fundamental que o Médico-Veterinário recomende o alimento e a quantidade de acordo com a raça, porte, idade e necessidades individuais do pet desde a primeira consulta.

A ROYAL CANIN® tem uma linha exclusiva com alimentos completos e balanceados para cada período da vida do pet.

alimentos da ROYAL CANIN para cães filhotes

Conheça os alimentos ROYAL CANIN® indicados para filhotes de cães.

alimentos Royal Canim para gatos filhotes e gatas gestantes

Acesse também o portfólio de alimentos ROYAL CANIN® para gatos filhotes.

Para facilitar as prescrições aos seus pacientes, utilize também a nossa Calculadora para Prescrições, que é uma ferramenta gratuita para auxiliar na rotina do Médico-Veterinário.

Referências bibliográficas

WALTHAM Petcare Science Institute®. Gráficos de crescimento de filhotes WALTHAMtm. Disponível em: https://www.waltham.com/resources/puppy-growth-charts. Acesso em: 13 set. 2022.

PALITOT, Jullyane Pontes. Aspectos relacionados à neonatologia em cães e gatos. Dissertação. Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Areia, 2022. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/23294/1/JPP07072022-MV365.pdf. Acesso em: 13 set. 2022.