Cuidados com pets no verão: como adequar a nutrição e o manejo de gatos e cães

Cuidados com pets no verão: como adequar a nutrição e o manejo de gatos e cães

Alguns cuidados específicos podem auxiliar os pets na época mais quente do ano, evitando problemas para sua saúde! Saiba mais

O verão está aí, e assim como nós, seres humanos, os pets também sofrem com o calor. Conscientizar e orientar tutores acerca das necessidades específicas de gatos e cães nessa época do ano contribui para o bem-estar dos pets e ajuda a evitar problemas que podem ser causados pelo calor excessivo.

Confira neste artigo dicas práticas de como cuidar dos animais durante os dias mais quentes do ano.

Cuidados gerais que ajudam a manter a saúde dos pets em dia no verão

Os pets, ao contrário dos seres humanos, não regulam sua temperatura corporal por meio da sudorese, pois apresentam um número bem pequeno de glândulas sudoríparas. A respiração é o principal mecanismo de liberação de calor, por isso os animais podem se apresentar taquipneicos nos momentos mais quentes do dia.

Algumas medidas devem ser levadas em consideração para todos os pets:

  • O ideal é que os animais sejam mantidos em locais cobertos, arejados e protegidos do sol.
  • A hidratação é um dos principais pontos a serem lembrados e será explorada com mais detalhes a seguir.
  • Evitar passeios ao ar livre e atividades físicas nas horas mais quentes do dia também é essencial para prevenir problemas de hipertermia.
  • Cuidados com a aplicação regular de antiparasitários também devem estar no topo da lista dos tutores, pois é nesta época do ano que os parasitas externos e internos encontram melhores condições de reprodução e se proliferam em maior quantidade.

Além destes cuidados básicos, as características individuais também devem ser consideradas para cada animal, pois fatores como raça, idade, peso, condições específicas de saúde e presença de enfermidades podem interferir na forma como o organismo regula a temperatura corporal durante as épocas mais quentes.

Confira abaixo outros pontos de atenção com os pets durante o verão.

Cuidados com cães

Para manter o bem-estar dos cães no verão, é importante tomar alguns cuidados, como colocar sua casinha ou caminha em local arejado, protegido e com sombra e evitar passear com o cão nas horas mais quentes do dia, pois além da temperatura elevada causar mal-estar físico, o chão estará muito quente e pode predispor a queimaduras nos coxins dos animais.

Deve-se deixar sempre disponível água limpa, fresca e posicionada em local arejado e com sombra. É recomendado que diversos potes com água sejam espalhados pela casa. Alguns cubos de gelo podem ser adicionados à água para proporcionar maior refrescância.

Para alguns cães, especialmente os de pele e pelagem mais clara, o uso de protetor solar também pode ser recomendado, especialmente porque alguns animais apresentam maior predisposição ao câncer de pele. É importante orientar o tutor para utilizar produto específico veterinário para esta finalidade em áreas que apresentam ausência de pelos, como focinho, orelhas, barriga e patas.

Banhos podem ser dados regularmente, mas não em excesso para não predispor ao risco de dermatites e infecções fúngicas, especialmente nos cães com pelagem longa.

Cuidados com gatos

Os gatos também não eliminam o calor por meio da sudorese, e diferente dos cães, não ficam com a língua para fora – a não ser em situações críticas de saúde. Portanto, caso o gato se apresente desta forma, isso serve como alerta ao tutor, pois nem mesmo no calor excessivo isso é comum.

Os gatos também devem ser mantidos em ambiente fresco e com boa circulação de ar, além de protegidos do calor intenso.

Os felinos, em sua maioria, têm preferência pela água corrente e, por isso, bebedouros que funcionam como “fontes” são excelentes opções para estimular o aumento da ingestão hídrica nos gatos e manter a hidratação e a saúde renal destes animais.

Os alimentos úmidos também são outra excelente estratégia para aumentar a ingestão hídrica nestes animais, uma vez que é característico da espécie o baixo consumo de água.

Além dos cuidados mencionados acima, é importante lembrar que as raças braquicefálicas, tanto cães quanto gatos, demandam maior atenção por parte dos tutores. Por terem a anatomia facial diferente (caracterizada pelo focinho achatado), apresentam maior dificuldade para respirar e maior tendência a desenvolverem problemas respiratórios por comprometer a liberação de calor, o que pode causar desidratação, convulsões, síncopes e até paradas respiratórias nos casos mais graves. Isso ocorre em qualquer época do ano e é intensificado neste período de calor, especialmente em cães, que são mais ativos do que os gatos.

Por esta razão, tutores de animais braquicefálicos devem dedicar ainda mais atenção aos seus pets nos meses de maior calor, podendo ser necessário adotar medidas adicionais para manter seu bem-estar.

Nutrição de cães e gatos durante os meses mais quentes

A nutrição completa e balanceada é ponto-chave para a manutenção da saúde em qualquer etapa de vida do pet e em qualquer época do ano. A dieta personalizada para cada animal promove ótima saúde de acordo com suas necessidades específicas, que variam para cada indivíduo.

Os alimentos úmidos são ótimas estratégias tanto para cães como para gatos, pois possuem mais água. O alimento úmido pode ser fornecido em combinação com o alimento seco (mix-feeding) ou de forma isolada na dieta do animal, desde que esteja identificado no rótulo que é um produto completo e balanceado, ou seja, que atende a totalidade das exigências nutricionais diárias dos pets.

Para saber mais sobre o tema, reveja nossos artigos:

Todos os alimentos úmidos da ROYAL CANIN® suprem 100% dos requerimentos energéticos e nutricionais da dieta de gatos e cães.

A importância da ingestão de água

Gatos e cães saudáveis podem ingerir pelo menos 30 ml de água por kg de peso corporal, de acordo com alguns autores. Os tutores devem se atentar à quantidade de água que estão oferecendo diariamente e o total do líquido que é efetivamente ingerido pelo animal.

Uma forma interessante e divertida que pode contribuir para manter os pets hidratados é oferecer cubos de gelo feito com frutas, que são refrescantes e que também podem servir como petiscos. É importante apenas lembrar que algumas frutas devem ser evitadas pois podem ser prejudiciais aos cães, como as cítricas, a maçã e o abacate. Outra possibilidade é fazer “picolés” com alimento úmido, dessa forma se aproveita o próprio alimento de forma mais refrescante para o pet.

Leia também: A importância da ingestão hídrica para os felinos

Principais problemas com os pets nessa época do ano

O calor excessivo típico do verão pode causar alguns problemas aos pets, principalmente se os tutores não estiverem devidamente atentos. As principais ocorrências nas clínicas veterinárias relacionadas durante o verão estão relacionadas a:

  • Queimaduras de coxins devido passeios em horas de muito sol e calor;
  • Dificuldades respiratórias, cianose, síncopes e convulsões;
  • Cansaço fácil, indisposição, letargia, náuseas e vômitos;
  • Desidratação.

Como orientar os tutores

Como explorado neste artigo, diversas são as estratégias que podem contribuir para o bem-estar dos pets durante o verão. Confira a seguir um resumo com as principais dicas para reforçar com os tutores de gatos e cães:

  • Manter arejado e protegido do sol o local onde o pet passa a maior parte do tempo;
  • Aumentar a oferta de água para estimular a ingestão hídrica, sempre mantendo a água fresca e limpa;
  • Oferecer alimento úmido em combinação com o seco (mix-feeding) ou como única fonte alimentar;
  • Fazer uso de formas criativas para aumentar o consumo de água, como cubos de gelo com frutas in natura e/ou picolés de sachês;
  • Fornecer quantidade adequada de alimento de acordo com as instruções do rótulo do fabricante e/ou eventuais ajustes realizados pelo médico-veterinário;
  • Evitar passear com o animal nas horas mais quentes do dia, dando preferência para passeios no início da manhã ou final da tarde.

A ROYAL CANIN® oferece um amplo portfólio de soluções nutricionais para pets, formuladas com precisão de acordo com suas necessidades específicas, que podem variar de acordo com espécie, porte, raça, idade, sensibilidades e estilo de vida. As opções úmidas são excelentes aliadas na manutenção da hidratação dos animais durante o verão, e devem ser sempre indicadas aos tutores durante a consulta na clínica veterinária.

Saiba mais sobre as soluções nutricionais ROYAL CANIN® e acesse nossa Calculadora para Prescrições para facilitar o cálculo da quantidade adequada de alimento para seus pacientes.