Pontos críticos na saúde de filhotes de gatos e cães

Pontos críticos na saúde de filhotes de gatos e cães

Os filhotes são cheios de energia, vigor e entusiasmo. No entanto, essa etapa de vida é um período crítico para gatos e cães. Alguns pontos merecem atenção dos médicos-veterinários e tutores para que os filhotes possam se desenvolver de forma saudável e se tornarem adultos magníficos; saiba quais

Os primeiros meses de vida de filhotes de gatos e cães constituem um período crítico para o crescimento, desenvolvimento e bem-estar e podem influenciar a saúde desses animais de forma permanente no futuro. Alguns cuidados devem ser implementados desde o início da vida do animal para que este possa se desenvolver de forma harmoniosa e se tornar um adulto saudável.

Confira abaixo os três principais pontos críticos na saúde de filhotes de gatos e cães e como a nutrição adequada pode contribuir em cada aspecto para um desenvolvimento harmonioso nesta etapa de vida:

1. Ponto crítico: Sistema imunológico imaturo

Objetivo: Reforçar as defesas naturais

No período neonatal (do nascimento até duas semanas de vida), os filhotes são indefesos e totalmente dependentes de suas mães. É fundamental que os filhotes ingiram o colostro nas primeiras 24 horas após o nascimento, pois isso irá conferir imunidade passiva nas primeiras semanas de vida por meio da transferência dos anticorpos maternos.

A fase de maior fragilidade do filhote ocorre por volta de 4 semanas de vida, período no qual a imunidade passiva começa a declinar, ao mesmo tempo em que o filhote ainda não construiu sua própria defesa. Tal período é conhecido como “janela imunológica”. O animal começa a produzir seus próprios anticorpos a partir da 5ª semana, aproximadamente, atingindo um nível satisfatório por volta dos 3 meses de idade.

Filhotes que não recebem os anticorpos do leite materno apresentam função imunológica comprometida, tornando-os menos capazes de combater infecções e sobreviver a elas. Neste caso, esses animais precisam ser alimentados a cada duas horas com um sucedâneo do leite elaborado especificamente para filhotes. Os leites de vaca ou de cabra não devem ser fornecidos, pois os níveis de proteína, gordura e minerais são inadequados aos filhotes de gatos e cães.

No período de desmame, no qual o leite materno passa a ser insuficiente para suprir as altas demandas energéticas e nutricionais dos filhotes, o alimento de escolha é um aliado de extrema importância para garantir que todas as necessidades nutricionais dos filhotes sejam supridas. Os nutrientes da dieta irão desempenhar papel essencial no reforço das defesas naturais, de modo que o indivíduo seja capaz de desenvolver a própria proteção imunológica. Além disso, a inclusão de antioxidantes confere proteção às células contra a ação dos radicais livres e, por isso, esses nutrientes também devem estar presentes na fórmula destes alimentos.

2. Ponto crítico: Digestão sensível

Objetivo: Favorecer saúde digestiva

A digestão em filhotes é mais sensível quando comparada aos adultos. As enzimas que participam do processo digestivo ainda estão em baixa atividade nesta etapa da vida. Além disso, o trato gastrointestinal ainda está em processo de transição considerando sua permeabilidade e maturidade. Com isso, filhotes se tornam mais susceptíveis aos distúrbios digestivos.

Mudanças rápidas, além de outras causas (como agentes infecciosos), podem levar ao surgimento de fezes amolecidas, diarreia e/ou vômitos.

A segurança digestiva depende de alguns fatores, como:

  • Digestibilidade dos ingredientes utilizados na formulação: o alto aproveitamento dos nutrientes ingeridos na dieta, além de ser importante para suprir as necessidades energéticas e nutricionais, também contribui para que haja menos resíduo alimentar não digerido no trato gastrointestinal, auxiliando no fluxo intestinal e na formação de fezes de bom aspecto.
  • Inclusão de nutrientes que promovam saúde digestiva, como prebióticos (FOS, MOS) e mix de fibras solúveis, insolúveis, fermentáveis e não-fermentáveis, pois quando combinadas atuam sinergicamente na promoção de saúde intestinal.

Nesta fase, qualquer transição de um tipo de alimento para outro deve ser conduzida de forma gradativa em um período de 4 a 7 dias, embora alguns animais possam necessitar de mais tempo. Isso deve ser feito adicionando uma pequena porção da dieta nova à dieta habitual do filhote e a proporção do novo alimento deve ser gradualmente aumentada, ao mesmo tempo em que se diminui a proporção do alimento anterior.

Oferecer a quantidade diária fracionada em pequenas refeições ao longo do dia também ajuda o sistema digestivo a se adaptar às mudanças e contribui para evitar desarranjos gastrointestinais.

3. Ponto crítico: Crescimento acelerado de ossos e músculos

Objetivo: Fornecer nutrientes em quantidades adequadas para permitir o crescimento saudável e harmonioso

O crescimento tecidual em filhotes é intenso e rápido. A taxa de crescimento irá variar de acordo com a espécie (gato ou cão) e de acordo com o porte do animal. O ideal é que esse desenvolvimento seja acompanhado de perto pelo médico-veterinário.

Essa etapa de vida exige que seja fornecido alimento com alto teor energético, alta proteína e alta gordura, além do correto balanceamento de vitaminas e minerais, com o objetivo de suportar os processos anabólicos que acontecem em velocidade acelerada e evitar que ocorram deficiências ou excessos de nutrientes.

Os filhotes alimentados com dieta sem um nível suficiente de cálcio desenvolverão ossos frágeis que facilmente poderão sofrer fraturas, enquanto o excesso de cálcio também poderá levar a problemas articulares. É imprescindível oferecer ao filhote alimento completo e balanceado específico para cada fase de sua vida. Além disso, a suplementação de qualquer nutriente além dos contidos no próprio alimento é contra-indicada.

Atentar-se aos pontos críticos na saúde de filhotes de gatos e cães, bem como promover os cuidados necessários nesta etapa de vida são medidas que irão exercer impacto positivo na saúde e bem-estar destes animais, permitindo que se tornem adultos fortes e saudáveis.

A ROYAL CANIN® se dedica há mais de 50 anos para compreender as reais necessidades nutricionais dos animais e possui alimentos de alta qualidade nutricional para filhotes de gatos e cães. As diferentes fórmulas para filhotes (Imagens 1 e 2) entendem os pontos críticos desta etapa de vida e contribuem para o crescimento e desenvolvimento saudáveis destes animais.

Imagem 1: Linha de alimentos ROYAL CANIN® para todos os portes de filhotes saudáveis de cães.
Imagem 2: Linha de alimentos ROYAL CANIN® para filhotes saudáveis de gatos.

Utilize nossa Calculadora de Prescrições para facilitar a prescrição personalizada dos nossos alimentos para seus pacientes!

Referências

HILL, R.; BUTTERWICK, R. WALTHAM® Livro de bolso sobre nutrição e cuidados de filhotes de cães. WALTHAM®, 2012.

MALANDAIN, E.; LITTLE, S.; CASSELEUX, G.; SHELTON, L.; PIBOT, P.; PARAGON, B.M. Guia prático de criação de gatos. ROYAL CANIN®, 2013.

ROYAL CANIN® Guia do Filhote: as atitudes essenciais para um bom começo na vida. ROYAL CANIN®, 2010.