Schnauzer: as principais características e particularidades da raça

Schnauzer: as principais características e particularidades da raça
×

Links rápidos:

Reconhecidos pelo focinho hirsuto característico e pelagem dura, o Schnauzer é um excelente cão de guarda. Conheça as principais características e aspectos dessa raça e veja como orientar os tutores sobre as particularidades do Schnauzer! 

Ativo, cheio de energia e pelos característicos (principalmente a barba desgrenhada e seus bigodes), o Schnauzer é um cão enérgico e cativante. Reconhecido em diferentes portes, ele possui características únicas, que encantam tutores e desafiam profissionais veterinários ao redor do mundo.  

Conhecer as principais características e a origem do cão da raça Schnauzer é algo que permite ao médico-veterinário orientar o tutor sobre os cuidados e o manejo necessário ao longo da vida – o que contribui para a prevenção de doenças e a manutenção de sua saúde. 

Cão da raça Schnauzer

A origem da raça Schnauzer 

De origem alemã, o nome Schnauzer vem do seu focinho característico, que destaca um “bigode” composto por pelos longos, duros, grossos e ásperos. 

Existem três variedades de Schnauzer: miniatura, médio e gigante. Enquanto o médio possui origens bem antigas e pouco conhecidas, o gigante descenderia do cruzamento do Schnauzer médio com cães de maior porte, como Dogue Alemão e Boiadeiro de Flandres.  

Já o Schnauzer miniatura tem origem em meados de 1880, tendo sido criado através da seleção de cães de menor porte. Sua versão miniatura já foi descrita, inclusive, como um Zwergpinscher (Pinscher miniatura) de pelos ásperos. 

Portes da raça Schnauzer

Conhecendo as principais características da raça 

Tabela das principais características do cão da raça Schnauzer

Infográfico com as características da raça canina Schnauzer

Características físicas 

O Schnauzer é um cão ativo, que possui grande disposição, alerta e ativo. Tem uma constituição robusta, sendo quase quadrado em proporção entre o comprimento do corpo e a altura, com bastante ossatura.  

Cão da raça Schnauzer com seus filhotes

Predisposição a doenças 

Assim como outras raças caninas, o cão da raça Schnauzer possui predisposição a desenvolver diferentes doenças como as seguintes.  

 Alterações de pele e pelagem 

 Pode apresentar falhas de queratinização congênito como a síndrome do comedo, que é uma doença de pele comum, exclusivamente, em Schnauzers miniatura. São lesões cutâneas que aparecem no dorso dos animais como pequenas crostas, devido a uma falha hereditária nos folículos capilares da pele.  

O diagnóstico normalmente é feito com base na raça, na localização das lesões e na sua aparência.  

As lesões geralmente não são dolorosas, a menos que infeccionem, e raramente uma biópsia é necessária para o diagnóstico. 

Aurotriquia é outra condição que pode afetar o Schnauzer. De etiologia desconhecida, a doença consiste no desenvolvimento idiopático de pelame de coloração dourada, primariamente do tronco, periocular e orelha.  

Hipotiroidismo 

O hipotiroidismo, em 95% dos casos, corresponde a destruição da glândula tiroide (hipotiroidismo primário, de origem imunológica, idiopática ou tumoral). Pode haver, também, a insuficiência da secreção de TSH, levando a uma atrofia da glândula (hipotiroidismo secundário, por exemplo em casos de tumor hipofisário). 

Entre os sinais clínicos, observa-se: 

  • ganho de peso, sem aumento na quantidade de alimento ofertado;  
  • alterações cutâneas como alopecia difusa, pele seca, hiper queratose, mixedema, piodermites, seborreia seca ou gordurosa (ocorre em cerca de 70% dos casos); 
  • infertilidade;  
  • bradicardia. 

Hiperlipidemia 

O Schnauzer possui predisposição genética à hiperlipidemia idiopática, que é a elevação dos níveis de triglicerídeos e está associada a quadros de: 

  • pancreatite;  
  • mucocele da vesícula biliar;  
  • resistência à insulina;  
  • elevação das enzimas hepáticas elevadas no soro 

A hiperlipidemia é um componente bem estabelecido da síndrome nefrótica em cães, podendo causar nefrotoxidade lipídica, além de glomeruloesclerose segmentar e focal.  

Urolitíase  

Existem diferentes tipos de urólitos que podem se formar na vesícula de gatos e cães. Os principais cálculos são de estruvita e oxalato de cálcio. O Schnauzer é uma das raças de cães que possui predisposição a formação de urólitos.   

Os sinais clínicos de urólitos incluem hematúria, disuria ou polaquiúria se a uretra do cão estiver obstruída por pequenos urólitos ou cristais. A remoção cirúrgica é o tratamento indicado para todas as urúlitos na bexiga, e podemos obter um diagnóstico definitivo quando os cálculos são retirados e enviados para análise. 

Os urólitos de oxalato de cálcio não são passiveis de dissolução com dieta ou medicamentos. Portanto, devem ser removidos através de cirurgia. Dietas que tornam a urina mais diluída e equilibram os precursores dietéticos de cálculos também podem ser úteis para reduzir a velocidade de formação dos cálculos. 

O urólito de estruvita normalmente está associado a infecção do trato urinário inferior. As bactérias presentes na vesícula produzem urease, que age na conversão da uréia da urina em amônia, um dos componentes da estruvita. Os cálculos de estruvita podem ser tratados clinicamente, sendo passiveis de dissolução com dieta. 

Comportamento 

Os cães da raça Schnauzer são sociáveis, afetuosos, bons cães de guarda, dóceis com crianças e possuem comportamento protetor, sendo impetuosos, orgulhosos e dominadores. O tutor deve ter uma abordagem firme e gentil para a educação do animal, já que é um cão inteligentes e que respondem bem ao adestramento. 

Schnauzer: cuidados específicos com a raça 

Há alguns cuidados específicos que devem ser tomados com os cães da raça Schnauzer, e é importante que o profissional veterinário oriente e conscientize os tutores de cães da raça a respeito dos seguintes aspectos.  

Pelagem 

A pelagem dura e áspera é característica do cão da raça Schnauzer, que possui a pelagem dupla (uma pelagem dura com um sub pelo macio), o que requer escovação frequente. 

Apesar da pelagem dupla, o Schnauzer não é um cão que destaca muita queda de pelo, e os tutores podem optar por manter o seu pelo aparado – sendo indicada a tosa a cada 5 a 8 semanas. 

Schnauzer

Aspectos gerais de saúde 

Dentre as orientações que o médico-veterinário deve passar ao tutor está o seu envolvimento para que o animal faça visitas de rotina à clínica. Isso porque o acompanhamento periódico do médico-veterinário ao longo da vida do cão permite que seja elaborado um plano preventivo para evitar o desenvolvimento das doenças às quais a raça é predisposta.  

Cuidados com a alimentação 

Com predisposição a problemas de pele, metabolismo de gorduras e problemas urinários, o cão da raça Schnauzer pode se beneficiar com a ingestão do alimento Royal Canin(r) específico para a raça, o Schnauzer – Miniature Schnauzer Adult, que é indicado para cães a partir de 10 meses de idade e conta com inúmeros nutrientes. 

Alimento Royal Canin para cães da raça Schnauzer

Além de uma fórmula que atende as principais necessidades da raça, o alimento ainda atua na saúde do trato urinário, auxiliando na manutenção da saúde do trato urinário por meio do estímulo a ingestão hídrica, que promove a diluição urinária. 

A coloração da pelagem também se beneficia do alimento, já que a sua formulação é voltada para promover saúde da pelagem, com diferentes aminoácidos específicos auxiliar na manutenção da coloração. 

O produto ainda auxilia na manutenção do peso ideal do Schnauzer miniatura, sem contar que o croquete adaptado do alimento também ajuda a reduzir a formação de tártaro nos dentes do cão – graças a agentes quelantes de cálcio.  

Não deixe de conhecer o portfólio completodos alimentos Royal Canin ® da linha veterinária e para animais saudáveis, e utilize a nossa ferramentaCalculadora para Prescriçõespara auxiliar as suas prescrições de plano nutricional para seus pacientes! 

Referências bibliográficas 

Balda, A. C. DISTÚRBIOS DE QUERATINIZAÇÃO EM CÃES E GATOS. Boletim Pet Agener União. 2015. Acesso em: 18/01/24 

Enciclopédia do Cão Royal Canin, 2010 

Federation Cynologique International – FCI. FCI Breeds Nomeclature. 2007. Acesso em: 20/01/24  

Furrow, E. Lees, G. E., Brown, C. A., Cianciolo. Glomerular Lesions in Proteinuric 

Miniature Schnauzer Dogs. Veterinary Patology, v. 54, n. 3, 2017. Acesso em: 20/01/24 

Palumbo, M. I. P., Machacho, L. H. A, Neto, R. T. Aurotriquia adquirida em um canino da raça Schnauzer. Ciência Rural, Santa Maria, v.41, n.2, 2011. Acesso em:20/01/24. 

Scott, D. W., Miller Jr, W. H. Schnauzer Comedo Syndrome: A retrospective Study of 16 cases (1988 – 1998). Jpn J Vet Dermatol, v.18, n. 3, 2012. Acesso em:20/01/24. 

The Dog Encyclopaedia Royal Canin, 2021 

American Kennel Club. Miniature Schnauzer. Avesso em: 19/01/24.