Pomeranian (Spitz): guia nutricional para mais saúde da raça

publicado em: 29/07/2020

Uma alimentação adequada às necessidades específicas do Spitz, conhecido como Pomeranian, pode resultar em mais qualidade de vida para a raça. Saiba mais

 

Os Spitz fazem parte das raças de cães mais antigas do mundo e se distinguem por suas variedades de tamanhos. Os cães mais populares dessa raça têm entre 23 e 29 cm e são os Spitz pequenos, juntamente com os de 18 a 22 cm conhecidos como Spitz anão. Pomeranian, por sua vez, é o nome dado às duas variações da raça e se refere à região litoral do mar Báltico, onde esses animais se desenvolveram. São cães de companhia, robustos, sempre alertas, porém calmos e com um temperamento independente.

 

Atualmente, essa raça está em primeiro lugar como a mais registrada no Brasil. Sua pelagem longa e abundante, maxila e mandíbula pequenas, além das predisposições genéticas, são alguns fatores que os tornam propensos a certas doenças dermatológicas, dentárias e articulares. Para minimizar a manifestação desse tipo de sensibilidade, pensar em uma alimentação específica pode ser uma grande estratégia na promoção da saúde e de uma ótima qualidade de vida.

 

Ao falarmos sobre o manejo nutricional, devemos analisar algumas perguntas que envolvem as características alimentares em geral, como o tipo de alimento, aspecto e quantidade diária.

 

Tipo de alimento ideal para o Pomeranian

No caso do Pomeranian, o perfil nutricional pensado especialmente para as características da raça pode auxiliar e muito para uma vida mais saudável. O alimento deve conter nutrientes que contribuam com uma ótima hidratação das cartilagens articulares, auxiliando o bom funcionamento de articulações e ligamentos. Nesse caso, ácidos graxos ômega 3, EPA e DHA e sulfato de condroitina e glicosamina são excelentes nutrientes para a saúde articular.

 

Por causa da espessa camada de pelos, esses cães podem apresentar alterações dermatológicas, como desidratação e irritação de pele. Uma fórmula enriquecida com aminoácidos sulfurados,  EPA e DHA, além de ácidos graxos ômega 6, como GLA, contribuem para a saúde da pele e beleza da pelagem.

 

Por serem cães pequenos, possuem maxila e mandíbula menores, o que ocasiona uma maior proximidade entre os dentes e, com isso, há um aumento na predisposição da formação do cálculo dentário. Para minimizar e retardar essa formação, é importante possibilitar uma mastigação adequada e aumentar a digestibilidade do alimento. Pensando nisso, oferecer um croquete adaptado em tamanho, formato e textura é essencial para atender essas necessidades do Pomeranian.

 

Além disso, o alimento deve conter também um composto balanceado de fibras solúveis e insolúveis associado às proteínas de altíssima assimilação para contribuir com a saúde digestiva, tendo em vista que cães dessa raça possuem um tempo de trânsito colônico mais curto e menor fermentação intestinal.

 

Melhor aspecto alimentar para a raça

É parte fundamental da nutrição animal entender a necessidade de um alimento seco e/ou úmido. Ambos apresentam benefícios valiosos para os Pomeranian:

  • Alimento seco: deve conter croquetes adaptados à raça, que promovem uma mastigação adequada, remoção mecânica da placa bacteriana e, portanto, redução na predisposição da formação do cálculo dentário.
  • Alimento úmido: possui uma textura suave, de fácil preensão e aromas atrativos que estimulam o apetite, além de contribuir com a hidratação do animal.
  • Mix feeding: A mistura dos alimentos secos e úmidos, conhecida como mix feeding, é uma excelente estratégia nutricional e deve fazer parte do manejo alimentar para o Pomeranian para que esse animal desfrute da maior parte dos benefícios oferecidos pelas duas opções de alimento.

 

Quantidades para oferecer na rotina alimentar do Pomeranian

A oferta alimentar é realizada de acordo com as orientações do fabricante e respeita o perfil nutricional diário a ser oferecido ao animal. Ou seja, não há excesso alimentar e, sim, quantidade diária adequada de alimento seco e úmido misturados. Lembre-se de recomendar que o mix feeding seja realizado imediatamente antes de ser fornecido ao cão e, caso o animal não consuma toda a quantidade oferecida, o descarte do alimento que restou no comedouro deve ser indicado.

 

Novidade Royal Canin: linha Pomeranian

Para atender todas as necessidades específicas dos Pomeranian, a Royal Canin traz mais uma grande novidade! Acabamos de lançar os alimentos Pomeranian, nas versões seca e úmida, especialmente formulados para o Pomeranian adulto. Ambas as versões foram testadas e aprovadas por criadores da raça no Brasil e apresentam o perfil nutricional ideal para promover qualidade de vida e longevidade ao Pomeranian.

 

Referências

CROOK A, DAWSON S, COTE E, MACDONALD S, BERRY J. Canine Inherited Disorders Database [Internet]. University of Prince Edward Island. 2011. [acessado em 06/05/20]. Disponível em: https://cidd.discoveryspace.ca/breed/pomeranian.html

Dog Encyclopaedia, Royal Canin, 2003-2004.