COMO O ALIMENTO ÚMIDO PODE AUXILIAR O CONTROLE DE PESO

publicado em: 15/07/2019

Entendendo o alimento úmido

O alimento úmido é aquele que, como o próprio nome diz, apresenta maior teor de umidade em sua composição. De acordo com a FEDIAF, os alimentos úmidos devem possuir um teor mínimo de 60% de umidade1 para entrarem nesta classificação. Este tipo de alimento é uma ótima alternativa no manejo nutricional do gato e do cão. Além de colaborar para uma dieta completa e balanceada, a inclusão do alimento com maior teor de água traz vários benefícios para a saúde do pet.  

A textura diferenciada, característica do alimento úmido, contribui para aumentar a atratividade do alimento assim como servir de variedade no aroma. Estes dois fatores (textura e aroma) quando combinados oferecem uma elevada palatabilidade à dieta, sendo uma das principais vantagens da oferta de alimento úmido ao gato e cão. 

A textura úmida do alimento possui vantagens para animais filhotes, que estão passando pela transição alimentar, animais idosos e aqueles que apresentam dificuldade de preensão, facilitando a mastigação e engolir devido ao alto teor de água.

Além da alta digestibilidade e máximo aproveitamento dos nutrientes, um grande destaque está na promoção do equilíbrio hídrico e hidratação, principalmente em animais que não apresentam costume de ingerir adequada quantidade de água ao longo do dia. Devido ao maior teor de umidade, estes alimentos colaboram para a ingestão de água com consequente diluição urinária, auxiliando também na saúde do trato urinário dos pets5. Estudos mostram que fornecer uma dieta com maior quantidade de água traz resultados benéficos para o sistema urinário em gatos e cães2,3, assim como auxilia na redução dos riscos de urolitíases4.  

 

A importância do alimento úmido para gatos

Para gatos, o alimento úmido tem ainda mais importância. Os felinos apresentam um instinto alimentar que o faz buscar por experiências sensoriais e nutricionais diferentes. Por isso, a crocância do alimento seco associada à textura diferenciada do alimento úmido podem representar um mix de atratividade para esta espécie. 

A alimentação úmida também melhora a relação entre tutor e pet, a hora da refeição é mais agradável devido a textura e sabor, e se torna um fator importante na perda de peso.

Fazer da refeição um momento feliz e esperado pode influenciar diretamente na adesão ao tratamento do paciente com excesso de peso. 

Para os tutores, a combinação do alimento seco com o alimento úmido específicos para controle de peso facilita a obediência ao protocolo instituído pelo médico-veterinário, além de apontarem que o animal aparentava estar mais feliz durante todo o processo de perda de peso.

Se o tutor tem dificuldade na hora de comer por conta do comportamento de implorar do pet, saiba que nem sempre ele está pedindo comida. Confira o artigo completo e saiba como abordar esse assunto com tutores de gatos e cães.

 

SAIBA MAIS

 

A função do alimento úmido no controle de peso

Incluir o alimento úmido na dieta do pet auxilia no controle de peso6. A água é um componente com grande impacto na densidade energética, por isso, seu maior teor pode colaborar para a diluição calórica final. A ingestão energética voluntária também se mostrou reduzida em animais alimentados com dietas com 80% de umidade, quando comparada com alimentos contendo apenas 10%7.

O maior teor de proteínas e a elevada quantidade de fibras também proporcionam maior saciedade ao animal. O teor de fibras tem destaque na composição de alimentos para controle de peso. As fibras do tipo não fermentáveis ou pouco fermentáveis colaboram para a sensação de saciedade através do preenchimento do estômago e intestino, assim como no retardo do esvaziamento gástrico. Elas estão relacionadas com a redução da ingestão energética voluntária. Já as fibras fermentáveis, como o psyllium e polpa de beterraba por exemplo, estão relacionadas com a produção de hormônios da saciedade no animal além da produção de ácidos graxos de cadeia curta, como resultado da fermentação. 

Uma pesquisa realizada mostrou que 53% dos tutores de gatos incluem o alimento úmido na alimentação do pet, sendo desses tutores, 52% fornecem o alimento úmido todos os dias. Muitas vezes o alimento úmido é visto como uma opção de petisco ou agrado ao pet, porém, se este tem a quantidade completa de nutrientes e atender as necessidades específicas do animal, pode ser fornecido como parte integrante da dieta do gato ou do cão. 

A utilização de um alimento úmido específico para a perda de peso se mostra eficaz quando combinada ao alimento seco em dietas para perda de peso em gatos e cães, principalmente quando analisado o efeito saciogênico 8,9. O maior teor de proteínas e a elevada quantidade de fibras também proporcionam maior saciedade ao animal 10. O teor de fibras tem destaque na composição de alimentos para controle de peso. As fibras do tipo não fermentáveis ou pouco fermentáveis colaboram para a sensação de saciedade através do preenchimento do estômago e intestino, assim como no retardo do esvaziamento gástrico. Elas estão relacionadas com a redução da ingestão energética voluntária. Já as fibras fermentáveis, como o psyllium e polpa de beterraba por exemplo, estão relacionadas com a produção de hormônios da saciedade no animal além da produção de ácidos graxos de cadeia curta, como resultado da fermentação11. 

Alimentos úmidos específicos para perda de peso devem ser completos e nutricionalmente balanceados, de forma que o animal receba todos os nutrientes, como aminoácidos, vitaminas e minerais, de acordo com suas necessidades, apesar da restrição energética 12. Alimentos com menor teor de calorias e maior teor proteico influenciam na perda de peso e manutenção da massa magra do gato e do cão com excesso de peso 13. A dieta prescrita pelo médico-veterinário apresenta grande importância no controle de peso do pet. O tipo de alimento, quantidade, número de refeições e o fornecimento de petiscos contribuem diretamente para a obesidade.

 

Como oferecer o alimento úmido para o pet?

Uma das formas de oferecimento do alimento úmido é em combinação com o alimento seco para a mesma finalidade, o que chamamos de mix-feeding. Gatos e cães, quando adaptados, geralmente aceitam ambos os tipos de alimentos, misturados ou fornecidos separadamente. É muito importante seguir a preferência do animal, assim como as recomendações das tabelas de racionamento, que traz a quantidade ideal de cada tipo de alimento. 

Fornecer alimento úmido na dieta do pet pode se tornar um hábito diário, principalmente entre tutores de gatos. Uma pesquisa realizada mostrou que 53% dos tutores de gatos incluem o alimento úmido na alimentação do pet, sendo desses tutores, 52% fornecem o alimento úmido todos os dias 14. Cabe ressaltar que muitas vezes o alimento úmido ainda é visto como uma opção de petisco ou agrado ao pet, porém, se este for precisamente balanceado e apresentar formulação completa e específica para cada necessidade do animal, ele pode ser fornecido como parte integrante da dieta do gato ou do cão. 

Conclusão

Resumidamente, a inclusão do alimento úmido na dieta dos pets proporciona diversidade na textura e no perfil aromático, serve como importante opção em casos de aversão alimentar e como alternativa para animais com neofobia alimentar, além de aumentar o envolvimento entre o tutor e seu animal. As experiências sensoriais que o alimento pode fornecer associadas à complexidade nutricional e a maior ingestão hídrica colaboram para a qualidade de vida, longevidade e saúde dos gatos e cães. 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. FEDIAF – Guideline for Complete and Complementary Pet Food for Cats and Dogs 2016. Fédération Européenne de l’Industrie des Aliments pour Animaux Familiers, Brussels, Belgium.

2. Stevenson AE, Hynds WK, Markwell PJ. Effect of dietary moisture and sodium content on urine composition and calcium oxalate relative supersaturation in healthy miniature schnauzers and Labrador retrievers. Research in Veterinary Science. 2003;74:145-151.

3. Buckley CM, Hawthorne A, Colyer A, Stevenson AE. Effect of dietary water intake on urinary output, specific gravity and relative supersaturation for calcium oxalate and struvite in the cat. Br J Nutr. 2011 Oct;106 Suppl 1:S128-30.

4. Buckley C, Colyer A, Thomas G, Stevenson A. The effect of dietary format on urinary parameters in small breed dogs. The WALTHAM International Nutritional Sciences Symposium 2010 [Poster 62, abstracts page 118].  

5. Markwell PJ, Buffington CA. Chew DJ, et al. Clinical evaluation of commercially available urinary acidification diets in the management of idiopathic cystites in cats. J Am Vet Med Assoc 1999:214(4): 361-365. 

6. Morris, PJ, Calvert, EL, Holmes, KL, Hackett, RM and Rawlings, JM. (2006). Energy Intake in Cats as Affected by Alterations in Diet Energy Density.  J. Nutr. 136: 2072-2074S.

7. WEI, A., FASCETTI, A. J., VILLAVERDE, C., WONG, R. K. & RAMSEY, J. J. 2011b. Effect of water content in a canned food on voluntary food intake and body weight in cats. Am J Vet Res, 72, 918-23.

8. Flanagan J, Feugier A, Vialle S. A means for differentiation of the degree of satiety of low-energy, high-fiber wet products in cats. Proc. of 17th Annual AAVN Clinical Nutrition and Research Symposium;National Harbor (USA); June 2017.

9. Flanagan J et al. Success of a weight loss plan for overweight dogs: the results of an international weight loss study. PLoS One 2017;12(9):e0184199. 

10. Weber M et al, A high protein, high fiber diet designed for weight loss improves satiety in dogs, J Vet Intern Med 2007, 21, 1203-1208.

11. Bosch G, et al. the effects of dietary fibre type on satiety related hormones and voluntary food intake in dogs. British Journal of Nutrition (2009) 102: 318-325.

12. Case LP, Carey EP, Hirakawa DA.Canine and feline nutrition. A resource for companion animal professionals. St. Louis: Mosby. 1995. 455p.

13. German, A.J., Holden, S.L., Bissot, T., Morris, P.J., Biourge, V. (2010) A high protein high fibre diet improves weight loss in obese dogs. The Veterinary Journal 183, 294-297. DOI: 10.1016/j.tvjl.2008.12.004.

14. IPSOS - CAWI survey 2016 FR/500 cat owners. Purchasers of dry food in specialist circuits.